Prefeituras 2018-12-27T11:58:26-03:00

Segmentos 

PREFEITURAS

Industriais

Monitoramentos de Lagoas, Lagos, Praias, ETAs, ETEs dentre outros.

A TECMA tem em seu portfólio diversos projetos de monitoramentos, como o controle de balneabilidade e no monitoramento das areais de praias, monitoramentos remotos online de Lagos e Lagoas além de programas de monitoramento nas Estações de Tratamento de Esgoto de diversas regiões no Estado do Rio de Janeiro

Conheça nosso projeto de monitoramento Online da Lagoa Rodrigo de Freitas no RJ

Acesse o link

MONITORAMENTO DE ETEs

Os efluentes gerados pelas Estações de Tratamento de Esgotos devem ser tratados para a atenção nos sistemas hídricos, atendendo os limites de freqüência dos mesmos. O monitoramento da qualidade dos fluidos físicos e químicos e microbiológicos por laboratório de acordo com os requisitos do INMETRO de qualidade da ISO 17025.

Rio de Janeiro – INEA

  • DZ 215 – R-4 – Controle de carga orgânica em efluentes de origem sanitária
  • DZ 205 – R-6 – Controle de carga orgânica em efluentes industriais
  • 202 – R-10 – Direitos e padrões para lançamento de efluentes líquidos
  • NT 213 – R 4 – Padrões para o controle da toxicidade em efluentes
  • 942.- R-7 – Programa de autocontrole de efluentes líquidos – Água Procon

AVALIAÇÃO DO AR DE AMBIENTES CLIMATIZADOS:

Atualmente muitas pessoas passam boa parte do dia d em ambientes fechados, seja em escritórios, hotéis, hospitais, shoppings ou centros comerciais com sistema de ar condicionado. Acredita-se que a qualidade do ser seja segura, mas a troca de ar entre ambientes interno e externo e o acúmulo de pessoas em um mesmo ambiente são os principais fatores causadores do aumento de poluentes químicos e biológicos. A falta de higienização agrava o quadro e pode acarretar em doenças respiratórias e outras reações alérgicas. Assim, é fundamental realizar análise do ambiente do ar para saber as reais necessidades de correção.

Ensaios realizados:

  • Fungos viáveis
  • Dióxido de carbono (CO2)
  • Temperatura do ar (°C)
  • Umidade do ar (%)
  • Velocidade do ar (m/s)
  • Aerodispersóides

Legislação: ANVISA – RESOLUÇÃO-RE Nº 9, DE 16 DE JANEIRO DE 2003 NR09

RE/ANVISA nº 176, de 24 de outubro de 2000, sobre Padrões Referenciais de Qualidade do Ar Interior em Ambientes Climatizados Artificialmente de Uso Público e Coletivo

Portaria GM/MS n.º 3.523, de 28 de agosto de 1998;

Portaria nº 354, de 11 de agosto de 2006 (*) (Republicada no DOU de 21.08.06 e retificada no DOU de 29.08.06) Aprova e promulga o Regimento Interno da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA e da outras providências.